Edição: 11992 Data: 29/04/2017

Notícias - Policial

Furtos aumentam no mês de março em Garça

28/04/2017 -


Houve queda no número de casos de roubos em geral. Dados foram divulgados pela Secretaria de Segurança Pública na terça-feira

A divulgação das estatísticas criminais feita pela Secretaria de Segurança Pública nesta terça-feira, 25, não trouxe surpresa para os garcenses ao apontar que o número de furtos em geral aumentou 57,77% em relação ao mês de fevereiro. Foram 71 ocorrências durante os 31 dias de março, o que totaliza uma média de 2,9% furtos diários. Os números só traduzem a insegurança na qual vive a cidade, apesar dos esforços dos policiais civis e militares. No mês de fevereiro foram registrados 45 furtos. Os dados mostram ainda que no mês de março foi registrado o primeiro caso de roubo de veículo do ano. Ainda em se tratando de crimes contra o patrimônio, os casos de furto de veículo tiveram uma queda de 33,33% - foram dois registros no mês passado, contra 3 em fevereiro -. Já os boletins policiais apontaram apenas um caso de roubo em geral, contra quatro ocorridos em fevereiro. Uma queda de 75%, que, embora seja importante, não pode ser traduzida como segurança.

Avaliando o trimestre, o que se tem, na comparação com os primeiros três meses de 2016, é uma diminuição de roubos e furtos em geral. Em Garça os roubos caíram 44,44%, uma vez que foram 9 neste ano e 13 em 2016. Já os furtos apresentaram uma queda de 4,46% (foram 171 neste ano e 179 no ano passado).

Por outro lado os furtos de veículos apresentaram um incremento de 116,66% neste primeiro trimestre com oito casos a mais que no ano passado. Foram 13 veículos furtados neste ano, contra 7 nos três primeiros meses do ano anterior. Os roubos de veículos mantiveram o mesmo índice.

Outros dois pontos que chamam a atenção, no que diz respeito às ocorrências policiais registradas por mês foi a queda no número de lesões corporais dolosas e lesões corporais culposas por acidente de trânsito. Em relação a fevereiro, a primeira teve uma queda de 11,11% e a segunda, de 26,31%.

Considerando os três primeiros meses, houve uma redução de morte provocada por acidente de trânsito. Em 2016, entre janeiro e março, foi registrado um caso de homicídio culposo por acidente de trânsito e neste ano não há registros.

Com um caso a menos, houve queda de 50% nos estupros neste primeiro trimestre em relação ao mesmo período do ano passado. Foram três casos em 2016, contra dois neste ano. No entanto, no ano passado os dados da Secretaria de Segurança não discriminavam os casos em Estupro e Estupro de Vulnerável, como fez neste primeiro trimestre. Assim, na totalização dos dados, o que se tem é um aumento de 33,33% neste crime, visto que foram dois casos de estupro e dois casos de estupro de vulnerável.