Edição: 11806 Data: 30/07/2016

Notícias - Garça

Mais de seis mil garcenses estão com o “nome sujo” no SCPC

30/07/2016 -


Em Garça, até o último dia 27 de julho, 6.342 pessoas estavam com o “nome sujo” no Serviço de Proteção ao Crédito (SCPC), segundo dados da Associação Comercial e Industrial de Garça (Acig). O número de devedores cadastrados representa 14,24% da população garcense, estimada pelo IBGE em 44.532 habitantes no ano passado. São 12.699 dívidas ativas cadastradas totalizando R$ 3.938.345,10 em débitos.

De acordo com o gerente da Acig, o número ainda não reflete a situação um tanto caótica que o setor econômico vive. Isto porque, segundo ele, nem todos os lojistas estão negativando o nome dos devedores devido à dificuldade encontrada.

“É uma situação complicada. Somente no mês de junho, entre o dia 1.º e o dia 30, tivemos 886 novas inclusões. Foram cadastradas 1.411 dívidas totalizando R$ 607.234,29. É muito prejuízo e com a implantação dessa Carta R, existe uma dificuldade em negativar o nome dos devedores, o que leva a crer, com toda a certeza, que o número de devedores é bem maior”, disse Dias.

O gerente informou que o Estado do Amazonas conseguiu derrubar a Carta R, mas em São Paulo a situação está tendo alguns entraves.

“A lei fala que você não pode gerar custos extras para o consumidor, só que com a Carta R você só pode negativar através dos cartórios que têm as suas cobranças. O consumidor no final acaba pagando, como também o lojista e, diante dessas mudanças muitos optam por amargar mais este prejuízo”, falou Dias.

Os dados do SCPC mostram que neste ano 3.380 pessoas conseguiram ter o nome excluído do cadastro, mas isso não significa que todos tenham de fato quitado seus débitos.

Os números mostram que 1.732 exclusões foram por caducidade, ou seja, a pessoa teve o “nome limpo”, pois o período da dívida ultrapassou os cinco anos. Mais prejuízo para o credor, que não recebeu o débito.

“Essa é uma situação que acontece muito. A pessoa fica com o nome limpo, mas não paga a dívida. Ela continua devedora, mas fica com o cadastro zerado”, explicou o gerente.

Dias lembra ainda que muitos devedores têm mais de uma dívida a pagar. Dados de junho mostram que 1.691 devedores tinham entre 2 e 5 dívidas, enquanto que 271 tinham entre seis e nove débitos. Os dados dos SCPC em junho último mostraram ainda que 122 garcenses tinham mais de 10 dívidas a pagar.

Outro ponto que chama a atenção na cidade é que as mulheres são as que mais devem na cidade e os garcenses com idade entre 30 e 40 anos são os maiores devedores.


Mais Notícias