Edição: 12028 Data: 23/06/2017

Variedades - Tnel do Tempo

Semana de 17 a 23 de junho de 1977

17/06/2017

Garça. até meados da década de 70, possuía várias empresas de ônibus, fazendo a ligação de nossa cidade a diversas regiões do Estado. Uma delas era do empresário José Bachega, cujos ônibus diariamente corriam entre Garça e Ourinhos. Na foto de 1956, aparece esse pioneiro do transporte coletivo garcense com sua família. A maioria dos seus filhos também participava da empresa, como integrantes da parte administrativa ou como condutores dos ônibus.
Iniciamos agora o nosso mergulho semanal no Túnel do Tempo, relembrando os principais acontecimentos ocorridos em nossa cidade, na semana de 17 a 23 de junho de 1977, há 40 anos, graças a pesquisas efetuadas nos arquivos de “Comarca de Garça”.
A cozinha piloto instalada pela Prefeitura Municipal para preparar a merenda escolar das unidades isoladas e de emergência na zona rural, vinha apresentando um funcionamento satisfatório. Um total de 32 escolas recebia a merenda, representando uma grande economia para o município, não só em gêneros alimentícios como também na diminuição do número de merendeiras, facilitando ainda o trabalho das professoras, pois em muitas escolas elas é que tinham que realizar esse serviço. A merenda era retirada pela manhã na cozinha piloto que funcionava na antiga escola de Vila Guanabara (onde hoje está a sede do Rotary Clube Garça Real), em caldeirões especiais que mantinha a temperatura da refeição e conservava o sabor dos alimentos.
Loja Maçônica General Moreira Guimarães IV informava que no dia 3 de junho, foi empossada a sua nova diretoria para o biênio 1977/1978, assim formada: Presidente – Roberto Parente; 1º Vice-Presidente – Oswaldo Contiero; 2º Vice-Presidente – Altamiro Gomes; Procurador – Guilherme Voss Filho; 1º Secretário – Octaviano Pereira de Andrade; 2º Secretário – Salvino Especioso Gaion Martinez; 1º Tesoureiro – José Augusto Marques; 2º Tesoureiro – Clésio Garavaso.
Gerência Regional do Banespa prestava significativa homenagem ao funcionário da agência local, José Irineu Gonsalez, chefe de Operações Rurais. Concorrendo com aproximadamente 300 funcionários que trabalhavam nas oito agências integradas à regional, o garcense obteve o primeiro lugar na classificação geral da campanha de captação de recursos, promovida pelo Banespa, recebendo uma placa de prata com inscrições alusivas ao feito. O destaque feminino da Regional coube à Maria Aparecida Patroni Travensolo, também funcionária da agência garcense do Banespa.
Dentro de 90 dias estaria funcionando na cidade mais uma fábrica que proporcionaria emprego a 25 pessoas. Era uma indústria que produziria prendedores de roupas. Todo o maquinário tinha sido adquirido no Estado de Santa Catarina. Para oferecer maiores recursos à Patrulha Juvenil, o diretor da fábrica, vice-prefeito Ary Marino Filho, disponibilizaria todas as vagas de emprego para serem preenchidas pela entidade. A Indústria Marino, na época, já fabricava estojos escolares, assim como outros artefatos de madeira.
O Dr. José Murta Ribeiro em 12 de outubro de 1935, tomava posse no cargo de promotor público da Comarca de Garça, que naquela data estava sendo instalada solenemente. Passou para a história como o primeiro representante do Ministério Público em Garça. Em 1977, após brilhante carreira, o Dr. José Murta Ribeiro era desembargador do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, onde ainda exerceu o cargo de reitor da Universidade Gama Filho. Em contato com o dr. Caroly Gonçalves Silva que elaborava um livro sobre nossa cidade, o dr. José Murta Ribeiro manifestou desejo de rever nossa cidade, aceitando o convite para participar do lançamento do livro, que ocorreria no mês de outubro.
Atuando com muita raça, Garça Futebol Clube vencia o Jaboticabal por 2 a 1, em jogo realizado na tarde de 19 de junho, lá em Jaboticabal e válido pelo Campeonato da Primeira Divisão de Profissionais. O Azulão vencia por 2 a 0, sofrendo um gol aos 44 minutos do segundo tempo. Com este resultado, o Garça mantinha-se na liderança isolada da Série Casemiro da Costa. Jogou e venceu o Garça com Jair Proença, Túlio, Ary Lima, Pedroso e Tonho; João Luiz e Cacau; Haru (Claudinho e ainda Wilson), Cláudio Belon, Osmar e Meleça.
O projeto de lei do vereador Luiz Bottino Junior, impondo novo horário de funcionamento para o comércio, com a introdução da chamada Semana Inglesa, com as lojas funcionando só até às 12 horas aos sábados, deveria retornar ao Plenário para ser deliberado, somente no segundo semestre. Como a Câmara teria apenas mais uma sessão antes de iniciar o recesso de julho, e a propositura deveria merecer duas votações, o mais indicado, é que ela só retornasse a pauta das sessões ordinárias, a partir de agosto.
A Empresa Circular Cidade de Garça iniciava suas atividades, estabelecendo uma linha em caráter experimental. A aceitação era das melhores por parte do público. O único itinerário colocado pela empresa era o seguinte: saída do estacionamento localizado na Rua Sargento Wilson, ao lado da estação rodoviária, rumando a seguir para a Vila Rebelo, descendo para a estação da Fepasa, Avenida Presidente Vargas até o Frigorífico Unidos, rumando para a Vila Manolo e retornando pela Avenida Brasil (atual Rafael Paes de Barros), Rua Plínio de Godoy, Rua Belém, Vila Mariana e novamente Rua Sargento Wilson.
Procurando auxiliar o parque fabril garcense, o prefeito Francisco de Assis Bosquê periodicamente visitava indústrias e estabelecimentos comerciais para inteirar-se de seus principais problemas. Na Indústria de Alimentação Monjolinho, produtora da insuperável farinha de mandioca Deusa, o prefeito recebeu a informação de que o mais difícil naquele momento era a aquisição de matéria prima. A Deusa tinha que buscar mandioca em regiões do Estado, porque em nosso município quase nenhum agricultor dedicava-se ao cultivo da mandioca. Com a alta dos preços dos combustíveis, os fretes encareciam o preço final da matéria-prima. Para colaborar com a indústria, o prefeito lançava apelo conclamando os agricultores a usarem pequenas áreas em suas propriedades para o plantio da mandioca. O pedido foi bem recebido e vários lavradores se comprometiam a iniciar a produção dessa matéria-prima que tinha mercado certo em nossa cidade.
A estudante Nair Kawashima, da Escola de Primeiro Grau Norma Mônico Truzzi, de Jafa, seguiria viagem para a capital do Estado, em companhia de sua professora e orientadora Diva Scaqueti Martins, a fim de participar da fase estadual da Maratona Municipalista, nos dias 20, 21 e 22 de junho. Nair havia vencido a fase relativa ao primeiro grau na Divisão Regional de Ensino de Marilia e agora enfrentaria os representantes das demais regiões do Estado.
Cine São Miguel anunciava para agosto duas grandes produções do Cinema Nacional: Xica da Silva e Jecão, um fofoqueiro no céu, o mais recente filme de Mazaropi. Em julho, o destaque da programação era O Grande Gatsbi, que seria exibido dias 14 e 15.