Edição: 11992 Data: 29/04/2017

Variedades - Tnel do Tempo

Semana de 29 de abril a 5 de maio de 1977

29/04/2017

Iniciamos agora o nosso mergulho semanal no Túnel do Tempo, relembrando os principais acontecimentos ocorridos em nossa cidade, na semana de 29 de abril a 5 de maio de 1977, há 40 anos, graças a pesquisas efetuadas nos arquivos de “Comarca de Garça”.
Dia 28 de abril de 1977, as aulas do período noturno da Escola Estadual Lydia Yvone Gomes Marques, por determinação da diretoria, foram paralisadas para que alunos e professores tributassem à regente da cadeira de Educação Musical, professora Celeste Marcondes Romeiro Malavasi, uma justa homenagem pelos seus 38 anos de magistério. Dona Celeste havia lecionado para duas gerações de garcenses e estava prestes a se aposentar, motivando a homenagem prestada pela professora Marina Colombani Baraldi, pelo professor José Rodolfo Miranda e o delegado de Ensino Adhemar Marques Craveiro, que relembraram aspectos de sua longa carreira no magistério público. A professora Celeste Malavasi iniciou suas atividades em 1939 na antiga Escola Municipal de Garça e posteriormente, em 1948, com a instalação do Ginásio Estadual de Garça, hoje Escola Hilmar Machado de Oliveira, fez parte do seu primeiro corpo docente e chegou a exercer o cargo de diretora, como a professora mais velha da escola. Formada pela Escola Paulista de Canto Orfeônico, foi a primeira professora secundária do ensino oficial do Estado a se aposentar em Garça.
O grande destaque no setor forense da cidade, indiscutivelmente, no final de abril, foi a sentença do juiz Carlos Aurélio Mota de Souza no processo movido por Mohamed Wafae contra Rocco Aronne, tendo como objeto o não cumprimento de uma transação de compra e venda de café. Mohamed havia comprado meses atrás, 750 sacas de café do fazendeiro Rocco Aronne, que por vários motivos, resolveu não entregar o produto no prazo estipulado. Inconformado com a recusa do agricultor, Mohamed resolveu levar o caso para a decisão da Justiça. O juiz acatou plenamente os argumentos do advogado José Augusto Marcondes de Moura, contratado por Mohamed, e determinou que o fazendeiro procedesse a entrega das 750 sacas de café no prazo de 24 horas. Da decisão caberia recurso. O que chamou a atenção no processo foi o seu valor – 1 milhão, 764 mil e 500 cruzeiros – o que o tornava no maior montante até aquela data julgado na Comarca de Garça.
Em homenagem ao Dia do Município, a ENAR – Ensino Artístico Santa Cecília, realizaria no dia 4 de maio, no salão nobre a Escola Santo Antônio, o primeiro recital do ano. Os números de piano, violão e harmônica estariam a cargo dos alunos Ana Aparecida Almeida, Ana Olga Nagano Fernandes, Aneliese Nunes Freitas, Carlos Augusto Murari Marques, Célia Viacelli, Cláudia Meguerditchian, Creuza Mitiko Yano, Gilvana M. Kerbauy, Luciana R. G. Silva, Maria Inês Scurachio Sales, Maria Regina D. Ramires, Maria Regina Scurachio Sales, Maria Tereza Lourenço Fernandes, Marilucia M. Martins, Marta Adriana Silva, Mauro Fernando Medeiros, Rosana Beatriz Marin, Sibeli Ferraz Corazza, Silvana Oliveira Cantú e Vivian M. Piazentin.
O problema da falta de residências para famílias de baixa renda, estava difícil de ser solucionado na cidade. No final da década de 60, a Caixa Econômica Federal resolveu financiar a construção de várias casas na Vila Cotait e a maioria retornou à posse do banco estatal, por inadimplência dos compradores. Em 1976, a Companhia Estadual de Casas Populares – CECAP, iniciava a construção do primeiro bloco de 40 residências de um total de 90, no Jardim Centenário. As casas foram colocadas à venda através de 10 prestações iniciais de CR$ 1.070,00 e as prestações seguintes em torno de CR$ 400,00. Resultado: apenas duas casas foram vendidas.
Pelo transcurso, no dia 28 de abril, de suas Bodas de Ouro, o funcionário municipal José Alves Moreira era homenageado pelos seus companheiros de trabalho. No encerramento do expediente da Prefeitura no dia 28, José Alves Moreira e sua esposa Emília, receberam um presente dos servidores da Municipalidade e um ramalhete de flores. À noite, os integrantes da Corporação Musical Santa Cecília compareceram à residência do casal, entregando-lhe outro presente, como homenagem ao ex-companheiro, uma vez que por longos anos José Alves Moreira foi um dos baluartes da banda de música. E no ano seguinte, 1978, uma nova homenagem estava reservada ao eficiente funcionário municipal, quando de sua aposentadoria compulsória do cargo de responsável pela divisão de parques e jardins.
Convidada a oferecer a sua participação aos festejos comemorativos do aniversário da cidade, a Comissão Municipal do Mobral (Movimento Brasileiro de Alfabetização) teve uma ideia original: a realização do 1º Passeio a Pé. No dia 1º de maio, um domingo, a partir das 7h30, na Praça Rui Barbosa defronte a Igreja Matriz, seria iniciada a concentração de autoridades e do povo em geral. Às 8 horas o passeio teria início, percorrendo várias ruas da cidade, com paradas para a realização de exercícios e manifestações de cunho cívico. O ponto final seria o Bosque Municipal, com chegada prevista para às 9h30, quando o prefeito Francisco de Assis Bosquê procederia a entrega de diplomas ao participante mais velho e ao mais novo.
A parte esportiva do programa comemorativo ao aniversário do Município teria início no dia 1º de maio, com a realização da Taça Cidade de Garça, que atingia em 1977 a sua 11ª edição. Estavam inscritos 16 equipes e a primeira colocada receberia o Troféu “Garcafé”, de posse transitória e o Troféu “Jornal Comarca de Garça” de posse definitiva. O primeiro jogo aconteceria às 7h30 entre a Fazenda São José dos Bonini x Ipiranga. A decisão estava marcada para às 14h30, entre vencedor do 13º jogo x vencedor do 14º jogo.
Com a aquisição de moderna máquina retroescavadeira Massey Ferguson, o Serviço Autônomo de Águas e Esgotos reunia condições para dar inicio à diversas obras projetadas há longa data, como era o caso da construção da rede coletora de esgotos de Vila Rebelo. Todo o material para essa obra estava estocado no almoxarifado da autarquia, que não podia iniciar os trabalhos por falta de equipamento adequado. Agora contando com a nova máquina, o SAAE daria início à implantação da rede de esgotos de Vila Rebelo, no dia 2 de maio com término previsto para 90 dias. Aproximadamente 165 residências seriam beneficiadas com a implantação de 400 metros lineares da rede coletora, sem contar as derivações domiciliares.