Garça,
Central do Assinante
Jornal Comarca de Garça

Postado em 11/10/2017 às 09:00

Amanhã tem missa e procissão em homenagem à padroeira

Católicos e devotos de Nossa Senhora Aparecida, a padroeira do Brasil, comemoram nesta quinta-feira, dia 12, o dia dedicado à santa. Símbolo do catolicismo brasileiro, o dia terá celebrações em todo o país. No Brasil, a data será marcada por celebrações e romarias ao santuário de Aparecida, que também marcam os 300 anos de surgimento da santa. Já em Garça e no distrito de Jafa as atividades religiosas começaram no início do mês e terminam amanhã, com missa e procissão em homenagem à padroeira.

Na comunidade de Nossa Senhora Aparecida, de Vila Rebelo, encerra-se hoje a  celebração do terço seguido de missa e novena. A procissão será realizada amanhã, a partir das nove horas, com cortejo saindo da Capela de Nossa Senhora, em direção ao Salão Paroquial, onde acontece celebração da missa.

A expectativa fica por conta da tradicional queima de fogos que, em razão de um projeto da Casa Legislativa garcense, pode não acontecer. 

Na comunidade de Nossa Senhora Aparecida amanhã, dia 12 de outubro, acontecerá às 11 horas o terço, e às 16h30 a procissão motorizada saindo do Bairro 200 Alqueires em direção ao distrito. Na chegada ao distrito acontecerá uma procissão dos fieis a pé até a Capela de Nossa Senhora Aparecida, onde acontecerá a grande celebração em homenagem à padroeira do Brasil. Se a queima de fogos em Garça ainda é uma incógnita em razão de um projeto aprovado pela edilidade garcense, em Jafa, rompendo uma tradição de mais de 30 anos, as comemorações foram centradas na parte religiosa.

A tradicional quermesse não constou da programação e, segundo organizadores, isto se deve ao fato da festa do peão de boiadeiro de Garça ter sido marcada no mesmo período.

História

Em 1717, três humildes pescadores, Domingos Garcia, João Alves e Felipe Pedroso, encontraram a imagem de Nossa Senhora da Conceição, em terracota, medindo 40 centímetros de altura, nas águas do Rio Paraíba do Sul, no Porto Itaguaçu, em 12 de outubro. Eles a chamaram de Nossa Senhora Aparecida. Por 15 anos a imagem permaneceu na residência do pescador Felipe Pedroso, e lá as pessoas se reuniam para rezar. Com a devoção crescendo e muitas graças alcançadas, a família construiu um oratório, mas logo, o espaço já era pequeno para comportar a quantidade de devotos. Em 1734, o vigário de Guaratinguetá construiu uma capela no alto do Morro dos Coqueiros, aberta para visitação em 26 de julho de 1745, mas em 1834 foi iniciada a construção de uma igreja maior, hoje Basílica Velha. Em 17 de dezembro de 1928, a vila formada ao redor do Morro dos Coqueiros tornou-se município e em 1929, Nossa Senhora Aparecida foi proclamada Padroeira do Brasil, por determinação do Papa Pio XI.

Leia Também

Finados: reformas em túmulos devem ser feitas até o próximo dia 25
Ministério Público instaura inquérito  civil sobre projeto aprovado na Câmara
Estudante de 12 anos urinou em armário dentro da sala de aula em Garça
Semana de 21 a 27 de outubro de 1977
Home Geral - Policial - Região - Garça - Esportes - Editorial - Variedades - Social
Home - Contato
Jornal Comarca de Garça
Praça Pedro de Toledo, 235, Garça - SP
Fone/Fax (14) 3471-0782
Quem Somos | Edição Impressa | Assine | Contato
Desenvolvido por StrikeOn