Garça,
Central do Assinante
Jornal Comarca de Garça

Postado em 05/12/2017 às 09:00

Lupércio não pertence mais à zona eleitoral de Garça

Desde o último dia 1.º de dezembro o município de Lupércio pertence à 180.ª Zona Eleitoral de Marília

Desde o último dia 1.º de dezembro a cidade de Lupércio não pertence mais à Zona Eleitoral de Garça. Em razão de um rezoneamento eleitoral o município que, juntamente com Álvaro de Carvalho, Alvinlândia, Fernão, Gália e Garça, formavam a 47ª Zona Eleitoral, passou a integrar a 180.ª Zona na cidade de Marília.

Conforme explicou Érica Mito, chefe do Cartório Eleitoral de Garça, o rezoneamento foi uma determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Por meio dele, algumas zonas eleitorais foram extintas. Os eleitores dessas zonas foram remanejados para outras. Houve também redistribuição do eleitorado e remanejamento de municípios.

“Com isso agora a cidade de Lupércio passa a fazer parte do zoneamento de Marília e a Comarca de Garça fica com cinco munícipios”, disse ela, explicando as mudanças ocorridas.

De acordo com o TSE, nos municípios onde havia uma única zona eleitoral e ela foi extinta, em seu lugar será criado um posto de atendimento eleitoral. Nele, serão feitas normalmente as operações de alistamento, transferência de domicílio e revisão de dados cadastrais do eleitor.  

Os eleitores das zonas que forem atingidas pelo rezoneamento não devem se preocupar: no dia das eleições, se dirigirão ao mesmo local de votação. O que vai mudar é o número da zona e da seção eleitoral, que podem ser acessados no seite do TRE-SP. Ao eleitor, como de hábito, bastará apresentar documento oficial com foto para votar regularmente.

“O rezoneamento surge como uma resposta a restrições orçamentárias, ou seja, a falta de recursos públicos leva à extinção de algumas zonas eleitorais. Outro motivo para o rezoneamento é que, para existirem, as zonas eleitorais devem atender a critérios legais, como número de eleitores, tamanho do município, entre outros fatores. O rezoneamento, enfim, tem por finalidade aliar economia de custos com eficiência na prestação de serviços aos cidadãos, para que a Justiça Eleitoral continue contando com seu respeito e confiança”, ressalta TSE. 

Érica salientou que o rezoneamento não altera o lugar onde o eleitor vota.

“Ele continua votando no mesmo local. E se o eleitor estiver quite com a Justiça Eleitoral, não precisa tomar nenhuma providência. O que muda para o eleitor é que ele passa a pertencer a outra zona eleitoral e o número da seção eleitoral também muda. O eleitor poderá consultar, no site do TRE, os novos dados. Além disso, para votar regularmente bastará que o eleitor apresente documento oficial com foto”, disse ela.  

Segundo o divulgado, uma das razões para o rezoneamento são as restrições orçamentárias. Por isso, algumas zonas eleitorais são extintas. Outro motivo é corrigir distorções, como excesso de eleitores numa zona e reduzido número em outra.

Assim, os 3.739 eleitores de Lupércio (aptos nas eleições de 2016) pertencem agora à zona eleitoral de Marília.


Leia Também

Última oportunidade:  Prefis termina na sexta-feira, dia 22
Garça registra aumento  em índice de participação
Semana de 16 a 22 de dezembro de 1977
Policial garcense recebe Medalha Tiradentes na Câmara de São Paulo
Home Geral - Policial - Região - Garça - Esportes - Editorial - Variedades - Social
Home - Contato
Jornal Comarca de Garça
Praça Pedro de Toledo, 235, Garça - SP
Fone/Fax (14) 3471-0782
Quem Somos | Edição Impressa | Assine | Contato
Desenvolvido por StrikeOn