Garça,
Central do Assinante
Jornal Comarca de Garça

Postado em 12/01/2018 às 09:00

Professora é morta a facadas pelo namorado em Marília

A professora Elisabete Aparecida Ribeiro, de 37 anos, foi morta a facadas na manhã desta quarta-feira (10) no apartamento onde morava, na zona Norte de Marília. Seu namorado é o principal suspeito do crime. A vítima trabalhava em uma escola estadual de Marília e residia em um condomínio de prédios na Rua Santos Dumont.

Segundo divulgado, o crime foi descoberto pela família do assassino, que após matar a companheira foi até a casa da mãe, na Vila Altaneira, zona Leste da cidade. O rapaz, identificado como Jefferson Carlos da Silva, mototaxista de 28 anos, chegou no imóvel sujo de sangue e com o rosto inteiro arranhado.

Segundo informações da Polícia Militar, no final da manhã de quarta-feira, a mãe do acusado fez uma ligação para o telefone 190 comunicando que o filho teria ido até sua casa, na Vila Altaneira. Ele, que apresentava arranhões e tinha manchas de sangue nas roupas, disse que tinha assassinado a namorada e que iria se matar.

De acordo com a PM, o suspeito teria dito para a genitora que havia assassinado a mulher e que “nunca mais” ninguém ia vê-lo novamente. Com a informação, a irmã de Silva, assustada, foi até o apartamento onde ele morava com a vítima. Ao chegar por lá, encontrou o imóvel fechado e acionou as viaturas. A porta do apartamento foi arrombada e os policiais encontraram a mulher já sem vida no chão da sala.

 “Os familiares relataram que o casal estava junto há cerca de um ano. A vítima foi encontrada já sem vida com ferimentos de faca na região do pescoço e costas. A quantidade de perfurações vai ser precisada apenas pelo exame necroscópico”, relatou a Polícia Militar.  Jeferson Carlos da Silva já possuía um outro boletim de ocorrência de violência doméstica registrado por outra mulher há alguns anos.

Diversas buscas foram feitas pela cidade, mas até o fechamento desta edição o acusado do crime não havia sido localizado. A professora é a primeira vítima de homicídio do ano em Marília. Nos 12 meses de 2017, a polícia contabilizou 17 casos de assassinato. Até o fechamento desta edição, o serviço funerário municipal não tinha informações sobre velório e sepultamento.

Leia Também

Homem morre ao ter carro atingido por motorista que tentou desviar de buraco em rodovia em  Alvinlândia
Adolescente é apreendido com drogas no Takeo Toyota em Garça
Coluna Carros e Carros
PEDESTRIANISMO  Na primeira prova do ano, garcenses conquistam bons resultados em Ourinhos
Home Geral - Policial - Região - Garça - Esportes - Editorial - Variedades - Social
Home - Contato
Jornal Comarca de Garça
Praça Pedro de Toledo, 235, Garça - SP
Fone/Fax (14) 3471-0782
Quem Somos | Edição Impressa | Assine | Contato
Desenvolvido por StrikeOn