Garça,
Central do Assinante
Jornal Comarca de Garça

Postado em 12/01/2018 às 18:06

Semana de 13 a 19 de janeiro de 1978

Iniciamos agora o nosso mergulho semanal no Túnel do Tempo, relembrando os principais acontecimentos ocorridos em nossa cidade, na semana de 13 a 19 de janeiro de 1978, há 40 anos, graças a pesquisas efetuadas nos arquivos de “Comarca de Garça”.

Recém-designado para ocupar a presidência do Conselho Municipal de Turismo, Ricardo Fujikawa montava sua equipe de trabalho, visando o planejamento das festividades do ano de 1978. O setor de planejamento seria entregue a José Roberto Casagrande, enquanto Cristina Okasaki responderia pelo setor de relações publicas e decoração. Wilson Alves (Vi) ocuparia o departamento administrativo e Celso Travensolo, o executivo. O primeiro evento promovido pelo novo Conselho de Turismo, seria o Carnaval, com desfiles de escolas de samba e bailes populares. Em abril deveria acontecer um festival de teatro estudantil e em maio, no aniversário da cidade, seria realizada uma inédita exposição de ikebanas.

Liga Municipal de Futebol programava para o dia 17 de janeiro, a grande festa de encerramento do Campeonato Amador de 1977, com a entrega de troféus aos melhores clubes e atletas. Frigus, receberia o troféu de campeão da temporada e ainda os troféus de campeão das séries Angelim Montovanelli e Dirceu Lopes Garrido; Bezerra de Menezes, receberia o troféu de vice-campeão; Ipiranga, troféu de terceiro colocado e troféus de campeão das séries João Bento e Danilo Fagá; Casa Ipiranga, troféu de quarto colocado; Nipo Brasileiro, troféu incentivo; São Francisco, equipe mais disciplinada; Augusto, da Casa Ipiranga, goleiro menos vazado; Tiarin, troféu de artilheiro e Juvenal Hilário do Nascimento, troféu de técnico disciplinador.

Para o cumprimento da meta de industrialização de seu plano de governo, o prefeito Francisco de Assis Bosquê não media esforços no sentido de captar a atenção e interesse de empresários não só nacionais, como internacionais. Uma de suas iniciativas foi o envio de correspondência à multinacional Merk Sharp & Dohme, descrevendo as grandes vantagens que Garça poderia oferecer à empresa que aqui instalasse uma indústria de café solúvel, contando, inclusive com a participação de empresários garcenses na formação do capital.

Presidente da Associação Comercial e Industrial de Garça, vereador Luiz Carlos Belline, informava sua nova meta: atingir um total de 500 associados. Quando tomou posse em janeiro de 1977, a ACIG possuía um quadro de apenas 80 associados. Fixou a primeira meta de conseguir elevar esse número para 250 associados, que foi cumprida em dezembro de 1977. O novo objetivo de 500 sócios estava lançado e Belline esperava alcançá-lo o mais rápido possível, para dar suporte às promoções que seriam lançadas no decorrer do ano.

As primeiras providências relacionadas com a construção da estrada Garça-Álvaro de Carvalho, estavam sendo tomadas pelo Governo do Estado. No dia 16 de janeiro, deveria chegar a nossa cidade uma equipe de topógrafos que procederia os levantamentos iniciais da rodovia. A equipe ficaria alojada numa casa localizada na Rua Tupiniquins (hoje Rua Damásio Vallejo Vasques), número 458.

O Serviço de Proteção ao Crédito, que funcionava há 10 anos como um departamento da Associação Comercial e Industrial de Garça, respondia no mês de dezembro de 1977 a um total de 1.297 consultas dos lojistas, sendo 545 apresentadas pela Casas Pernambucanas e 326 do Mercadão de Móveis.

Em reunião realizada no dia 13 de janeiro, o Conselho Deliberativo do Grêmio Teatral Leopoldo Froes, reelegia a diretoria executiva para um novo mandato de dois anos. A diretoria reeleita tinha a seguinte composição: Presidente – José Alfredo de Oliveira Lima; Vice-Presidente – Alcides Cação; 1º Secretário – Antonio Augusto Ávila Castro; 2º Secretário – Quirino Cordeiro; 1º Tesoureiro – Sérgio Kerges Bueno; 2º Tesoureiro – Ary Marino Filho.

No dia 19 de janeiro, o prefeito Francisco de Assis Bosquê estaria revivendo uma fase de sua juventude transcorrida na cidade de Campinas. Isto porque o padre diretor do Liceu Salesiano Nossa Senhora Auxiliadora, daquela cidade, em companhia do funcionário Carlos Rosa, estariam visitando Garça, com a finalidade específica de conhecer a cidade, como também revendo o prefeito que estudou naquele educandário, onde cursou parte do ginasial e do colegial completo.

Apesar de todas as dificuldades financeiras que vinha enfrentando, o prefeito Assis Bosquê não descuidava da conclusão do lago de Vila Williams. Após promover o esgotamento do lago, procedeu aos trabalhos de limpeza das margens e da bacia de represamento das águas. O serviço estava em fase final de conclusão permitindo um aumento de 60 centímetros no espelho d´água. Com essa providência, o lago teria uma dimensão duas vezes e meia maior do que a projetada anteriormente. O embarcadouro, com sua estrutura em concreto estava em vias de conclusão.

O Atlético Jafense, mesmo não conseguindo classificar-se para a fase final do certame citadino de 1977, realizou uma ótima campanha e revelou alguns bons valores que estavam sendo aproveitados até por equipes profissionais. Como era o caso do ponta de lança Dioni, que a convite do técnico Bazani, da Ferroviária de Araraquara, iniciava uma fase de testes no time da Morada do Sol. Outro jogador do Atlético Jafense que recebeu convite para ingressar em equipe de categoria superior, foi o ponteiro Miau, que desde o início do ano estava treinando no juvenil A do Marília Atlético Clube.

Na manhã de 17 de janeiro, o prefeito Francisco de Assis Bosquê acompanhado do chefe de gabinete, Guilherme Voss Filho e do diretor de obras, arquiteto Shigueiro Kudo, rumava para Barra Bonita, para conhecer o sistema de iluminação do estádio daquela cidade. O prefeito já havia colhido dados sobre o campo da cidade de Pindorama e agora queria observar uma outra praça esportiva nos moldes da nossa, para definir o padrão que seria implantado em Garça.

Outra grande obra no setor esportivo estrava em pleno andamento. A Prefeitura estava finalizando a terraplenagem do terreno para iniciar a construção do Estádio Varzeano de Vila Rebelo, que receberia a denominação de Otojiro Toyota. A inauguração estava prevista para o dia 5 de maio, aniversário da cidade.

Leia Também

Homem morre ao ter carro atingido por motorista que tentou desviar de buraco em rodovia em  Alvinlândia
Adolescente é apreendido com drogas no Takeo Toyota em Garça
Coluna Carros e Carros
PEDESTRIANISMO  Na primeira prova do ano, garcenses conquistam bons resultados em Ourinhos
Home Geral - Policial - Região - Garça - Esportes - Editorial - Variedades - Social
Home - Contato
Jornal Comarca de Garça
Praça Pedro de Toledo, 235, Garça - SP
Fone/Fax (14) 3471-0782
Quem Somos | Edição Impressa | Assine | Contato
Desenvolvido por StrikeOn