Garça,
Central do Assinante
Jornal Comarca de Garça

Postado em 10/02/2018 às 09:00

Semana de 10 a 16 de fevereiro de 1978

Legenda: Frei Aurélio Di Falco, que faleceu exatamente há 25 anos, foi uma figura participativa da comunidade garcense. Presente em todos os grandes acontecimentos. Na foto acima frei Aurelio está abençoando o novo prédio da agência da antiga Caixa Econômica Estadual. Ao seu lado aparece o presidente da Caixa dr. Prianti, juntamente com o prefeito Francisco de Assis Bosquê e o gerente da filial da Caixa, Abilio de Mattos.

Iniciamos agora o nosso mergulho semanal no Túnel do Tempo, relembrando os principais acontecimentos ocorridos em nossa cidade, na semana de 10 a 16 de fevereiro de 1978, há 40 anos, graças a pesquisas efetuadas nos arquivos de “Comarca de Garça”.

Um dos projetos prioritários no programa de obras do prefeito Francisco de Assis Bosquê para 1978, era a construção da Avenida da Saudade, fazendo ligação da Avenida Labieno da Costa Machado com o Cemitério Santa Faustina. Um trevo deveria ser construído na junção do então ramal de acesso à rodovia estadual e toda a extensão da avenida seria pavimentada. Canteiros centrais e arborização lateral também constavam dos planos.

Os serviços de terraplenagem da área onde seria construído o Estádio Varzeano de Vila Rebelo, estavam em fase adiantada. As máquinas do CAIC, uma empresa estadual, contratada pela Prefeitura, já haviam trabalhado por 187 horas. Para terminar essa primeira etapa do projeto, o prefeito Assis Bosquê contratava mais 100 horas, ao custo de 70 mil cruzeiros, faltando ainda a construção de muro de fecho, alambrado, gramado, sanitários e vestiários.

Mesmo estando em férias, o arquiteto Shigueiro Kudo, diretor de Obras da Prefeitura, resolvia atender a solicitação do prefeito Assis Bosquê e iniciava a elaboração do anteprojeto para a construção do Terminal Rodoviário de Passageiros, na Faixa de Integração. Segundo o prefeito, a nova Estação Rodoviária seria bastante simples e funcional, com sua estrutura baseada no concreto, no alumínio e no vidro.

Para custear um grande plano de obras, incluindo a construção da estrada Garça-Álvaro de Carvalho, a Prefeitura colocava à venda diversos lotes na Faixa de Integração. Entre o Instituto Americano (atual Escola de Cultura Artística) e o Garça Tênis Clube, os terrenos estavam cotados a 300 cruzeiros o metro quadrado. E da torre da Comute até o trevo da Garça, entre 200 a 80 cruzeiros. O prazo para a apresentação de propostas encerrava-se às 17 horas do dia 13 de fevereiro.

Durante o mês de janeiro de 1978, o Cartório do Registro Civil expedia 130 certidões de nascimento, sendo 68 do sexo feminino e 62 do sexo masculino. O Cartório expedia ainda 49 atestados de óbitos e realizou 40 casamentos, uma média superior a um por dia.

A Fiat-Allis era declarada vencedora da concorrência pública realizada pela Prefeitura para a aquisição de uma pá carregadeira, ao preço de 626 mil cruzeiros. Como a outra participante da licitação, a empresa Lark, vendedora do equipamento Michigan, entrou com um pedido de impugnação, somente após a análise desse recurso, o resultado da concorrência seria homologado.

A Segurança Imóveis, incorporadora do loteamento Jardim São Lucas, em comunicado ao público, agradecia a boa receptividade ao seu plano de vendas e informava que devido ao grande sucesso, a comercialização estava encerrada com a venda de todos os lotes.

O presidente da Câmara, José Carlos de Oliveira Lima, apresentava projeto de resolução reajustando os subsídios dos vereadores em 30 por cento, a partir de 1.º de fevereiro de 1978. A remuneração mensal dos edis passaria de 2.150 cruzeiros para 2.795 cruzeiros.

Insatisfeito com a inatividade da comissão instituída para julgar as propostas de indústrias interessadas nos benefícios fiscais concedidos pela Municipalidade, o vereador Luiz Bottino Júnior apresentava o seu pedido de renúncia de membro da referida comissão, em caráter irrevogável. Vereador Luiz Carlos Beline, outro representante da Câmara nesta comissão, pelos mesmos motivos também anunciava que na próxima sessão camarária apresentaria o seu pedido de renúncia.

Autorização legislativa para que pudesse adquirir veículo utilitário de pequeno porte, versátil e econômico, era solicitado pelo prefeito à Câmara. A propositura especificava que o veículo seria destinado ao uso pelo gabinete e demais departamentos da Prefeitura. O veículo substituiria com vantagens, segundo o prefeito, a maior parte das viagens, que na época eram feitas com o carro Ford modelo Galaxie, que exigia um gasto elevado com o consumo de combustível.

Graças a interferência de Marcelo da Costa Val, presidente do Conselho Deliberativo, que contou com a colaboração do prefeito Francisco de Assis Bosquê, um emissário do Garça Futebol Clube efetuava o pagamento da taxa de inscrição, para uma possível participação no certame da primeira divisão de profissionais em 1978. O valor da taxa foi de 3 mil cruzeiros e agora seriam intensificados os entendimentos para a escolha do novo presidente da diretoria do Garça, permitindo assim a disputa do certame oficial, com início previsto para 12 de março.

O vereador José Carlos de Oliveira Lima apresentava projeto de lei oficializando o Dia do Médico em nosso Município, a ser comemorado a 18 de outubro, dia de São Lucas, patrono da classe. Na mensagem que acompanhava a propositura, o vereador enfatizava que se tratava de uma medida que vinha sendo colocada em prática por diversos municípios, visando reconhecer os méritos do trabalho desenvolvido pela laboriosa classe médica junto à comunidade.

O prefeito Francisco de Assis Bosquê chegou a cogitar de desistir da vinda do Scrath do Rádio, da Bandeirantes, para a inauguração da iluminação do Estádio Municipal, no dia 5 de maio, após inteirar-se da notícia de que o locutor Fiori Giglioti sairia da Rádio Bandeirantes. Como o narrador esportivo confirmou que continuaria, o convite para o jogo foi mantido.

E a propósito da inauguração do sistema de iluminação do Platzeck, o prefeito Francisco de Assis Bosquê iniciava contato com as principais agremiações de São Paulo, para que uma delas, quando de compromisso oficial em Marília, pelo certame da divisão especial, fizesse uma escala em Garça, para a realização de um jogo festivo, assinalando a entrega desse grande melhoramento em nossa praça esportiva.


Leia Também

IPTU 2018: Prefeitura simplifica a impressão dos boletos, criando atalho na internet
Vereador questiona aparelho de RX quebrado há seis meses
FUTEBOL RURAL - Dinamérica quebra a invencibilidade da Figueirinha
Sessão na Câmara lança hoje Campanha da Fraternidade 2018
Home Geral - Policial - Região - Garça - Esportes - Editorial - Variedades - Social
Home - Contato
Jornal Comarca de Garça
Praça Pedro de Toledo, 235, Garça - SP
Fone/Fax (14) 3471-0782
Quem Somos | Edição Impressa | Assine | Contato
Desenvolvido por StrikeOn